Análise da 4ª Jornada da XXIV Edição da Pharma Futsal Cup

Escrito por Tiago Soares ligado . Publicado em Pharma Futsal Cup

De seguida, apresentamos a análise da 4ª Jornada da XXIV Edição da Pharma Futsal Cup, com um breve resumo de cada uma das partidas da divisão: 

4 Jogos Disputados

31 Golos Marcados

3 Cartões Amarelos

0 Cartões Vermelhos 

J&J Family Companies 2 – 3 Xperience

Com o passar das semanas e com o acumular de jornadas disputadas, a classificação final parece começar a definir-se. A época destas duas equipas tem sido de extremos; de um lado, a J&J Family Companies, que teima em não largar a lanterna vermelha, depois de somar a quarta derrota em outros tantos encontros disputados. No entanto, quem olha apenas para os resultados finais, não se apercebe do que estes bravos guerreiros têm lutado semana após semana, em busca dos tão desejados pontos. Esta semana voltaram a não ser felizes, caindo aos pés dos Xperience, que continuam a sua caminhada, pé ante pé, correndo atrás de um sonho. E, ao que parece, esse sonho está já ali virar da esquina. Tudo pode acontecer nas três jornadas que faltam. Para a semana, vão enfrentar os actuais campeões e novos líderes da classificação, a ANF, pelo que, ainda tudo pode acontecer. Quem sabe, se ainda não vamos ter uma grande surpresa esta época.

MVP J&J Family Companies: Ricardo Prata

MVP Xperience: João Ferreira 

Glintt 4 – 5 HIKMA

Se há jogos que custam perder e, consequentemente, que dão imenso prazer vencer, este é um deles. Cinco foi, definitivamente, o número da noite para a HIKMA. Com cinco jogadores apenas, assim se apresentou a HIKMA a jogo, apostando numa estratégia cautelosa e que acabou por deixar os nervos em franja à Glintt, que não soube dar a volta ao texto e acabou por sucumbir nos instantes finais. Mas vamos por partes. Apesar de ter iniciado o encontro a perder, a formação laranja, que estreava os seus novos equipamentos (e que, pelos vistos, não serviram de amuleto da sorte), acabou por assentar arraiais no meio campo ofensivo e acabou o primeiro tempo na mó de cima, a vencer por três bolas a duas. Notava-se o sinal mais da Glintt, notava-se a vontade dos seus pupilos de vencer mas, do outro lado, transbordava-se raça e querer. O 4-2 da autoria de João Coelho, parecia ter terminado com a discussão do resultado e entregue os três pontos à formação da Quinta da Beloura, no entanto, restavam ainda alguns minutos para jogar, tempo que se revelou mais que suficiente para a HIKMA esboçar o seu último grito de revolta e sempre com um denominador comum: Luís Monteiro. O Poker assinado por este poço de força, é bastante revelador da sua classe e da sua arte e, foi apoiados no seu poderoso pivot, que a HIKMA chegou à vitória final, mesmo em cima do apito do árbitro, para desespero dos atletas da Glintt, que não entendem como conseguiram deixar fugir um triunfo que a meio do segundo tempo parecia garantido.

MVP Glintt: João Coelho

MVP HIKMA: Luís Monteiro 

Novartis 0 – 7 ANF

Há noites assim… É aquilo que se pode dizer aos jogadores da Novartis, depois de uma noite assombrosa, que em nada reflecte o seu real valor e em nada espelha a sua capacidade. Alheios a tudo isto estiveram os homens da ANF, que mantiveram o pé no acelerador durante a toda a partida, somando golos atrás de golos, sem nunca menosprezar o adversário ou sem sequer pensar em algo mais, que não fosse a baliza adversária. Os 3-0 que se verificavam ao intervalo eram reveladores da supremacia que a formação verde vinha impondo ao conjunto azul e branco, que nunca conseguiu impor o seu jogo ou sequer explorar as armas que tinha ao seu dispor. Na segunda metade, a ANF continuou a jogar como se o marcador se mantivesse em branco, o que acabou por ditar um resultado dilatado que, bem vistas as coisas, acaba por se ajustar ao que se passou durante a totalidade dos quarenta minutos. Derrota pesada para a Novartis, que já só pensa no encontro da próxima jornada, frente à HIKMA, de forma a limpar pálida imagem deixada esta semana. Quem acabou por ganhar mais esta semana, foi mesmo a ANF, que com esta saborosa vitória e com a inesperada derrota da Alliance Healthcare, voltou a subir ao topo da classificação, somando agora dez pontos, mais um que o segundo classificado e mais três que o duo de bronze. Estão reunidos todos os ingredientes para uma recta final de campeonato, absolutamente escaldante.

MVP Novartis: Francisco Silva

MVP ANF: Nuno Gomes 

Inovacril 6 – 4 Alliance Healthcare

Inocentemente ou não, aquando da antevisão da jornada, tínhamos deixado no ar a hipótese de que poderia ocorrer uma surpresa nesta partida e… não é que acertámos em cheio!!! Pois é, curiosamente e de forma totalmente neutra, acabámos por acertar em cheio na mouche. E muito desta surpresa se deve ao empenho e ao esforço dos atletas da Inovacril, que acabaram por provar que nenhum jogo está vencido à partida e que só dentro do campo é que se ganham jogos e competições. À entrada para esta partida, tudo jogava a favor da Alliance Healthcare, que ainda não tinha perdido até ao momento e que só sabia o que era vencer, no entanto, o crescimento a olhos vistos que a Inovacril vinha apresentando, podia-se revelar uma enorme dor de cabeça para a formação azul e branca, o que se viria a confirmar no decorrer da partida. A entrada demolidora da Inovacril, foi surpreendente para todos, sobretudo para os adversários, que depressa se viram a perder por 2-, sem que dessem por isso. A resposta não se fez tardar e, até ao intervalo, as coisas equilibraram-se, terminando a primeira parte com o marcador a assinalar 3-2, favorável ao conjunto do Sobral de Monte Agraço. No segundo tempo, as investidas da Alliance Healthcare aumentaram consideravelmente, mas a forte oposição de Mikhaylo Omelianenko entre os postes, parecia sobrepor-se a tudo e todos. O golo do empate não aparecia de maneira nenhuma e, para pior a situação, acabou por aparecer o 4-2, que deixou os nervos ainda mais em franja do lado da Alliance Healthcare. Ainda assim, nada estava perdido e os azuis voltaram à carga, conseguindo chegar ao empate já perto do final e, quando todos esperavam pelo golo dos líderes, eis que entra em cena Fábio Esteves, fresco que nem uma alface e rápido que nem uma bala, a desferir dois fortíssimos contra ataques, que dizimaram por completo a defensiva azul e branca, que nesta altura já apostava tudo no cinco para quatro. O apito do árbitro chegou e consumou a primeira vitória da Inovacril na competição, que lhes permite dar o salto na classificação e que acaba por relegar para o segundo posto os seus adversários, que se veêm agora obrigados a vencer todas as partidas até final, para atingirem o tão desejado título.

MVP Inovacril: Sérgio Valente

MVP Alliance Healthcare: Diogo Paulino

Na próxima semana, teremos uma pausa carnavalesca, retomando os jogos no dia 21 de Fevereiro com o seguinte alinhamento de jogos:  

20h00 – Glintt vs Inovacril

20h50 – Novartis vs HIKMA

21h40 – J&J Family Companies vs Alliance Healthcare

22h30 – Xperience vs ANF

 

Podem consultar o calendário da competição através de:

http://www.linksport.pt/index.php/pharma-futsal-cup/xxiv-pharma-futsal-cup/1-divisao

Galeria de vídeos:

https://www.youtube.com/playlist?list=PLF7zXdEtpeb9xt7NuwIMQ4EcIBVa4c-Oa

Galeria de fotos:

https://www.facebook.com/pg/linksport/photos/?tab=album&album_id=1713850205345117

 

Padel

  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=

Futsal

Karting

  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=
  •  width=